On Demand – Debates de 2020

ABERTURA
Nesta sessão, apresentaremos os dados mais recentes sobre o estado da conectividade no Brasil e apresentaremos como o Facebook está colaborando para diminuir a lacuna digital, com pesquisas, novos modelos de negócio e investimentos em infraestrutura que geram benefícios socioeconômicos.

SESSÃO 1 – INOVAÇÃO PARA A CONECTIVIDADE
Conectar pessoas é mais do que o simples ato de conectar. Um amplo ecossistema de redes, aplicativos e inteligência de dados precisa trabalhar em conjunto. Neste painel, formuladores de políticas, reguladores e a indústria discutem o ambiente para inovação e empreendedorismo em conectividade no Brasil

SESSÃO 2 – NOVAS FRONTEIRAS SEM FIO
À medida que a conectividade wireless se torna hegemônica, o espectro se torna insumo essencial da Era Digital. Competição e inovação são as bases, uso dinâmico e compartilhamento são novos objetivos, e questões como a complementariedade tecnológica e balanço entre uso licenciado e não licenciado merecem ser discutidas, especialmente diante de tecnologias como o 5G e o WiFi 6, além do importante papel que o satélite desempenha no Brasil, especialmente para a cobertura de áreas rurais e remotas.

SESSÃO 3 – CAMPO CONECTADO, CIDADES INTELIGENTES, PAÍS DIGITAL
Conectar áreas remotas e rurais, e mesmo grandes centros urbanos, é sempre um desafio, especialmente para países vastos e com grandes desigualdades como o Brasil. Entretanto, novas soluções e ideias estão unindo as pessoas, não importa quão longe elas morem e quão desafiador seja seu ambiente. Esta sessão discutirá o papel do WiFi, satélite e fibra para transformar digitalmente cidades e áreas rurais, e os desafios a serem enfrentados.

SESSÃO 4 – MENTES ABERTAS PARA REDES ABERTAS
A conectividade é essencial para tudo, desde a comunicação pessoal, informação e entretenimento até a transformação digital de diferentes setores da economia. Modelos e tecnologias fechados precisam ser repensados. São crescentes as sinergias entre empresas de tecnologia, prestadores de serviços e fabricantes de equipamentos, para definir padrões e modelos de redes abertas e neutras, estruturadas com soluções de vários fornecedores. O que esperar dos novos atores da conectividade?

On Demand – Debates de 2020

ABERTURA
Nesta sessão, apresentaremos os dados mais recentes sobre o estado da conectividade no Brasil e apresentaremos como o Facebook está colaborando para diminuir a lacuna digital, com pesquisas, novos modelos de negócio e investimentos em infraestrutura que geram benefícios socioeconômicos.

SESSÃO 1 – INOVAÇÃO PARA A CONECTIVIDADE
Conectar pessoas é mais do que o simples ato de conectar. Um amplo ecossistema de redes, aplicativos e inteligência de dados precisa trabalhar em conjunto. Neste painel, formuladores de políticas, reguladores e a indústria discutem o ambiente para inovação e empreendedorismo em conectividade no Brasil

SESSÃO 2 – NOVAS FRONTEIRAS SEM FIO
À medida que a conectividade wireless se torna hegemônica, o espectro se torna insumo essencial da Era Digital. Competição e inovação são as bases, uso dinâmico e compartilhamento são novos objetivos, e questões como a complementariedade tecnológica e balanço entre uso licenciado e não licenciado merecem ser discutidas, especialmente diante de tecnologias como o 5G e o WiFi 6, além do importante papel que o satélite desempenha no Brasil, especialmente para a cobertura de áreas rurais e remotas.

SESSÃO 3 – CAMPO CONECTADO, CIDADES INTELIGENTES, PAÍS DIGITAL
Conectar áreas remotas e rurais, e mesmo grandes centros urbanos, é sempre um desafio, especialmente para países vastos e com grandes desigualdades como o Brasil. Entretanto, novas soluções e ideias estão unindo as pessoas, não importa quão longe elas morem e quão desafiador seja seu ambiente. Esta sessão discutirá o papel do WiFi, satélite e fibra para transformar digitalmente cidades e áreas rurais, e os desafios a serem enfrentados.

SESSÃO 4 – MENTES ABERTAS PARA REDES ABERTAS
A conectividade é essencial para tudo, desde a comunicação pessoal, informação e entretenimento até a transformação digital de diferentes setores da economia. Modelos e tecnologias fechados precisam ser repensados. São crescentes as sinergias entre empresas de tecnologia, prestadores de serviços e fabricantes de equipamentos, para definir padrões e modelos de redes abertas e neutras, estruturadas com soluções de vários fornecedores. O que esperar dos novos atores da conectividade?